[PT] Receba as actualizações no seu email :: [ENG] Subscribe to receive the updates
By Feedburner

2008/01/16

Encerramento da editora epu.l


image from http://imaginarymuseum.org/


Recebido por email, sempre como um momento triste:
"Bom Dia:
É com grande tristeza que informamos todos os nossos clientes e amigos, que ao longo dos últimos doze anos nos acompanharam, de que a nossa empresa vai encerrar devido a ter-se tornado economicamente inviável.
Encerramos com a profunda mágoa de não podermos continuar a proporcionar a todos os nossos clientes a informação e acompanhamento em que ao longo dos anos nos empenhámos tanto, com a máxima qualidade e profissionalismo de que sempre nos orgulhámos.
Assim, além de, por esta forma, nos despedirmos, aproveitamos também a ocasião para dar a conhecer que estamos a proceder à liquidação total de todos os nossos livros, a maioria deles editados já em 2007.
Poderá pois aproveitar a ocasião para adquirir os livros que mais lhe agradam com um desconto mínimo de 30% (o desconto pode aumentar com a quantidade adquirida) e ainda para nos visitar nas nossas instalações, onde, além dos livros a que já vos habituámos, temos em exposição para saldo, uma imensa quantidade de títulos interessantíssimos a preços desde 1,00 €.
Em anexo, juntamos lista de títulos disponíveis, mas não a lista de saldos (por ser excessivamente extensa e na sua maior parte composta por livros únicos – alguns dos quais são verdadeiros “achados”). Convidamos a que, caso não consiga deslocar-se às nossas instalações, faça a sua escolha a partir da lista enviada.
Se quiser aproveitar esta ocasião, seja tão breve quanto possível, pois contamos que muitos títulos esgotem rapidamente. O mobiliário também pode ser adquirido e o espaço arrendado.
Aproveitamos para expressar os nossos melhores votos de um Feliz Ano de 2008 repleto de realizações e sucesso."

Atentamente,
epu.l-clientes@epu.l.mail.pt
213 161 193
R. José Falcão, 57 – 4º Esq.
1000-184 Lisboa (à Praça do Chile)

[no english translation]

2 comentários:

Anonymous said...

Realmente é uma pena coisas destas acontecerem mas ainda mais quando as pessoas que estão à frente destas empresas não as saberem gerir.

Anonymous said...

Quando se faz estas coisas a contar que seja o Estado a resolver o assunto com pagamento de subsidio aos trabalhores e a ficar a dever dinheiro às Finanças e Seg. Social é bom
Sócios destas empresas deviam ser impedidos de abrir outras empresas.